Conjuntos em Python: Um Guia Completo para Iniciantes

Ana Maria Gomes
5 minutos de leitura

Conteúdos do tutorial

Os conjuntos em Python são uma estrutura de dados poderosa e versátil, especialmente útil para quem está começando a programar. Neste tutorial, vamos explorar o que são conjuntos, como criá-los, suas propriedades e as operações que podemos realizar com eles. Vamos lá!

O que são Conjuntos em Python?

Conjuntos em Python são sequências não ordenadas e de elementos únicos. A ideia dessa estrutura de dados vem dos conjuntos matemáticos, como aqueles que vemos nos diagramas de Venn. Em Python, os conjuntos são representados por chaves { } e seus elementos são separados por vírgulas.

Criando Conjuntos

Para criar um conjunto em Python, você pode usar chaves { } ou a função set(). Veja alguns exemplos:

# Usando chaves
A = {1, 2, 3, 4}
B = {3, 4, 5, 6, 7}

# Usando a função set()
A = set([1, 2, 3, 4])
B = set([3, 4, 5, 6, 7])

print(A)
print(B)
Testar

Propriedades dos Conjuntos

Valores Únicos

Os valores em um conjunto são únicos. Isso significa que não há valores duplicados. Se você tentar adicionar valores repetidos, eles serão ignorados:

A = {1, 2, 1, 1, 2, 1, 2}
print(A)
# Saída: {1, 2}
Testar

Sem Ordem

Os valores em um conjunto estão desordenados. Isso significa que não podemos pegar o “primeiro” ou “último” item de um conjunto, ou garantir que os elementos serão iterados em uma ordem específica:

A = {10, 'Python', 1.0, False}
for elemento in A:
    print(elemento)
# Saída:
# False  
# Python  
# 10  
# 1.0
Testar

Elementos Imutáveis

Os elementos de um conjunto precisam ser imutáveis. Isso significa que dados mutáveis, como listas e dicionários, não podem ser elementos de conjuntos:

A = {10, [1, 2, 3]}
# TypeError: unhashable type: 'list'
Testar

Operações com Conjuntos

Conjuntos são muito utilizados para fazer checagens de pertencimento com in. Além disso, é possível realizar operações clássicas de conjuntos, como união, interseção e diferença.

União

A união de dois conjuntos retorna todos os elementos presentes em ambos os conjuntos. Podemos usar o método union() ou o operador |:

A = {1, 2, 3, 4}
B = {3, 4, 5, 6, 7}

print(A.union(B))
# Saída: {1, 2, 3, 4, 5, 6, 7}

print(A | B)
# Saída: {1, 2, 3, 4, 5, 6, 7}
Testar

Intersecção

A intersecção de dois conjuntos retorna os elementos comuns entre eles. Podemos usar o método intersection() ou o operador &:

A = {1, 2, 3, 4}
B = {3, 4, 5, 6, 7}

print(A.intersection(B))
# Saída: {3, 4}

print(A & B)
# Saída: {3, 4}
Testar

Diferença

A diferença entre dois conjuntos retorna os elementos que estão em um conjunto, mas não no outro. Podemos usar o método difference() ou o operador -:

A = {1, 2, 3, 4}
B = {3, 4, 5, 6, 7}

print(A.difference(B))
# Saída: {1, 2}

print(B.difference(A))
# Saída: {5, 6, 7}
Testar

Diferença Simétrica

A diferença simétrica retorna os elementos que estão em um conjunto ou no outro, mas não em ambos. Podemos usar o método symmetric_difference():

A = {1, 2, 3, 4}
B = {3, 4, 5, 6, 7}

print(A.symmetric_difference(B))
# Saída: {1, 2, 5, 6, 7}
Testar

Conclusão

Os conjuntos em Python são uma ferramenta poderosa para trabalhar com coleções de elementos únicos e realizar operações matemáticas clássicas. Eles são especialmente úteis para checagens rápidas de pertencimento e para eliminar duplicatas de uma lista. Esperamos que este tutorial tenha ajudado você a entender melhor como usar conjuntos em Python. Experimente criar seus próprios conjuntos e realizar operações com eles!

Inscreva-se gratuitamente e fique atualizado

Receba toda semana um resumo dos principais conteúdos da Asimov direto no seu e-mail. 100% livre de spam.

Áreas de interesse: